O que nossos juros dizem sobre o Brasil

Em um ambiente de forte incerteza fiscal e alta dos títulos públicos americanos, não para de crescer a diferença entre a taxa de juros básica atual da economia, a Selic, e aquela cobrada pelo mercado para empréstimos de longo prazo no país.

Atualmente, nossos juros básicos estão em 2% ao ano, segunda menor taxa entre as nações emergentes. Mas os investidores dos nossos títulos já pedem mais de 8% para os títulos de 10 anos, o que faz com que a precificação do risco da nossa dívida no longo prazo só perca para a da África do Sul.

Explicamos o que é a curva de juros de um país, o que está fazendo os juros futuros aumentarem no Brasil e como a pandemia e os juros nos EUA impactam nesse cenário.

Quer saber mais?
 
Há muitos anos, comunidades como a asiática, a árabe e a judaica já sabiam qual era a receita para melhorar o nível econômico de seu povo: gastar seu dinheiro com os empreendedores de seu próprio nicho social. Isso acontece há muito tempo, como prova a formação de bairros étnicos como a Liberdade em São Paulo, Little Italy em Nova York ou a Chinatown de San Francisco.

Recentemente, o conceito foi adotado também pela comunidade LGBT e nasceu aí o conceito de pink money. Agora, chegou a vez do black money: o movimento que pretende fazer com que os negros fortaleçam o comércio de empreendedores pretos. “Os empreendedores negros são mais vulneráveis”, diz Mauro Oddo, economista do Ipea. “Entre dois empreendimentos similares, na mesma região e sob as mesmas condições econômicas, o que pertence ao negro sofre mais.”

Conheça quatro iniciativas do movimento black money no Brasil.

Quer saber mais?
 
A era dos ovos grandões de chocolate parece ter ficado para trás. Com o agravamento da crise gerada pela pandemia de coronavírus, fabricantes de chocolate apostam na venda de presentinhos na Páscoa deste ano. Esse é o caso da Mars, dona das marcas M&M’s, Snickers, Twix e Skittles.

No ano passado, a indústria de chocolates foi prejudicada pelo fechamento do comércio em março, afetando as vendas de ovos de Páscoa. Lojas especializadas em chocolate tiveram que fechar as portas e vender apenas nos canais digitais. As vendas físicas ficaram quase que restritas aos supermercados.

Saiba a quantas anda o consumo de chocolate e por que a Páscoa deste ano promete ser melhor que a de 2020.

Quer saber mais?