A conta do combustível

O consumidor que lute para abastecer o tanque do carro. A Petrobras anunciou novos reajustes nos preços da gasolina (7,05%) e do diesel (9,15%), que entram em vigor a partir de hoje nas refinarias.

Para o consumidor, entretanto, o percentual de reajuste deve ser um pouco menor. André Braz, coordenador do índice de preços do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia), estima que o aumento nos postos de combustível seja de 3%.

Isso significa que o preço médio do litro da gasolina, que estava em R$ 6,361 na semana passada, pode passar para R$ 6,552. Já o preço máximo, que era de R$ 7,469, pode ir a R$ 7,693.

Embora o aumento já comece a doer a partir de agora no bolso do consumidor, ele só será captado a partir do IPCA de novembro. “O que será captado pelo IPCA de outubro será muito pequeno. O peso maior para a inflação acontece a partir de novembro”, afirma Braz.
Quer saber mais?
Até bem pouco tempo atrás, a ideia de ter investimentos fora do Brasil era algo que não passava pela cabeça do grande público. Para o segmento de alta renda, essa possibilidade sempre esteve à mão, facilitada pelo acesso a produtos sofisticados e serviços de gestão personalizados. Para o cliente de varejo, o que restava eram alguns poucos fundos de investimento, com exposição internacional limitada a 20% da carteira, o que proporcionava um “tempero gringo” bastante suave.

Esse cenário vem mudando de 2020 para cá. De um lado, corretoras vêm acenando para a pessoa física com a chance de começar a investir no exterior com quantias iniciais menores. De outro, a oferta de soluções que permitem dar exposição internacional a uma carteira sem a necessidade de operar fora do país está crescendo.

Essas soluções incluem BDRs de ações de empresas estrangeiras e ETFs que seguem índices do exterior, todos hoje disponíveis para a pessoa física na B3. Além disso, em agosto deste ano o C6 Bank começou a oferecer uma ferramenta de investimento que também tem esse viés: o C6 TechInvest, que permite ao cliente se expor a uma carteira de nove ativos, incluindo Bolsas dos Estados Unidos e títulos de renda fixa do Tesouro americano.

Igor Rongel, head de investimentos do C6 Bank, explica ao 6 Minutos que olhar para o exterior faz sentido para investidores de todos os perfis, e não apenas nos momentos mais conturbados da economia, e aponta vários caminhos para isso. 
Quer saber mais?
A Getnet, empresa de maquininhas do Santander, estreou no Ibovespa na segunda-feira passada (18) e desde então suas ações tiveram dias de muita volatilidade. Em um dia seus papéis subiram dois dígitos, e no outro caíram na mesma proporção. Uma verdadeira montanha-russa para o investidor.

“Nos primeiros dias, o mercado entendeu que, ao se desvencilhar do banco Santander, a Getnet ficou bem mais livre para seguir um projeto de empresa de tecnologia”, afirma Vírgilio Lage, especialista da Valor Investimentos. “Hoje a companhia é focada nas maquininhas, mas a cisão abre a possibilidade para virar um banco digital, por exemplo. Basicamente, é como se a empresa tivesse saindo do concorrente”.
 
Quer saber mais?